sábado, 17 de maio de 2008

um começo

Vida é teia que se tece. Fio a fio. Quando um se parte, corremos a tentar reconstruí-lo, temerosos que a ruptura revele a fragilidade em que alicerçamos nossos valores, nossos afetos, nossas loucuras, e destrua a única história que passamos a vida tentando contar: a nossa.

"Mas a habitação da aranha
é a mais frágil das habitações."
(Corão, 29,40)

5 comentários:

azzi disse...

bem-vinda à bordo novamente! tava fazendo uma falta danada!...
bjos

azzi disse...

eu amei o teu comentário lá no blog mais arrogante do mundo, só que foi num post de meu partner e nao meu...
quantos cinemas a senhora quiser com chope incluído!
beijos!

wholesale jewelry disse...

cool blog

materials disse...

gucci
gucci bag
gucci handbag
buy gucci
gucci wallet

Raul Eleutério disse...

Como disse Gil:
"Se oriente, rapaz
pela constatação de que a aranha
vive do que tece
vê se não esquece..."